Geração y no mercado de trabalho – Os millennials e suas buscas




imagem Geração y no mercado de trabalho - Os millennials e suas buscas
Geração y no mercado de trabalho - Os millennials e suas buscas

As buscas da Geração Y

Geração y no mercado de trabalho: Em novas buscas de compreensão dos grupos que surgem, compreender a visão de mundo dos “nativos digitais” é uma área em expansão. Em outras palavras, o estudo busca compreender os que cresceram na era da internet. Nativos digitais, ou os que cresceram na era da internet, são representantes da Geração Y. A Geração Y, também chamada geração do milênio ou geração da internet,

Embora os millennials sejam liberais no consumo, por outro lado são conservadores no aspecto social; mostram tendências por gostarem de novidades, querem estar antenados e conectados com o mundo. Outro fator é a necessidade que apresentam em buscar símbolos para uma comunicação com as comunidades que transitam.





Geração y no mercado de trabalho – Os millennials e suas buscas

Geração y no mercado de trabalho: Na questão do trabalho, a fidelidade a empresas que trabalha, não está na prioridade de um profissional da Geração Y, ou Millennial.  Pois , de acordo com alguns, um millennial supre a busca do status pessoal na afeição a marcas. Esse é um ponto de expressar um comportamento coletivo.

É fato que são impulsivos e impacientes. Essas características, no mercado de trabalho, faz com que não pensem duas vezes antes de mudarem de emprego.  E isso irá ocorrer! Basta que não se sintam valorizados ou confortáveis no trabalho atual.

 




Grande articulação com tecnologias

Geração y no mercado de trabalho: Com grande velocidade no pensar e facilidade de articulação com a  tecnologia, permite os millennials um perfil destinados a multitarefas e pioneirismo em ações. Mediante essa explosão vivencial, a individualidade é um  conceito que os definem muito bem. Nas relação familiar, tentem a postergar compromissos e responsabilidades próprios da vida adulta. Casar, construir família, ou simplesmente deixar a casa dos pais são questão complexas.

O explanado até então, sobre a Geração Y, e suas características, é emparado na pesquisa feita pela Bridge Research,. Tal empresa, fundada em 2009, é especializada no público jovem e as tendências e escolhas desencadeadas por tal grupo.

De acordo com a Bridge Research, entende-se por Geração Y  os indivíduos nascidos entre 1978 e 2003. No entanto, por ser uma questão de análise firmada em teorizar o comportamento humano, pode alternar o período de acordo com quem explana o assunto. Há também, a estipulação firmada para os indivíduos nascidos no início dos anos 80 até os nascidos em 200. As duas últimas décadas antecedentes ao novo milênio, representaria os millennials. O período de datas varia, o fato é que esses indivíduos ou são “nativos digitais” ou que cresceram na transição de um mundo antes e depois submetido sob a influência direta da internet. O termo ” millennial” foi cunhado pelo economista estadunidense Neil Howe, ao fazer uma menção à geração nascida a partir do início dos anos 80. Com o pai da criança, para um caminhar seguro, a criança deve ficar.




Millennials nas empresas…

Geração y no mercado de trabalho: Deve-se notar a necessidade do imediatismo para um millennial. Dessa forma, os indivíduos desse grupo, se caracterizam em serem profissionais voláteis, comunicativos e sem barreiras. A dificuldade em defrontarem-se com limites é gigante! Talvez, pelo prolongamento da estadia na casa dos pais, os tornem mimados e com dificuldades da contrariedade.

Para um millennial largar um bom emprego com um bom salário é uma coisa muito simples. O conceito de bom emprego não está relacionado ao bom salário. O ímpeto de largar a empresa para a qual trabalha e se dedicar a alguma outra atividade, é algo pulsante e totalmente esperado. Se, um indivíduo da Geração Y,  não encontrar uma idealização profissional a recompensa financeira fica em segundo plano. Em muitos casos, a idealização e a recompensa financeira, devem estar unidas. Não vale ter só um dos dois; é tudo ou nada.

É válido para os gestores, ao lidarem com tal grupo, estarem sempre dispostos a proporcionar feedbacks. Tal necessidade, surge pela grande ansiedade inerente nos millennials. Esse retorno, e sendo um retorno mais frequente,  dos gestores para os millennials, ajuda a diminuir a ansiedade própria e característica.




Os limites

Geração y no mercado de trabalho: Os limites serão estabelecidos com muito diálogo. O caráter volátil e instável, necessita um contínuo e interrupto diálogo para calçar um convívio no ambiente corporativo entre os millennials e os gestores. É uma geração que teve muita informação, assim sendo, necessita que tudo seja muito explicado. Se para a geração anterior, a Geração X, a hierarquia era uma questão óbvia, tal questão não faz sentido imediato para um millennial. Ao compreender o limite, o limite será estabelecido.

 

Consumo da Geração Y

Grandes consumidores, preferem uma bota ou sapato da moda ao invés de guardarem dinheiro para a compra de um carro ou casa. A volatilidade da personalidade dessa geração, os torna consumidores que reagem aos estímulos das propagandas. No entanto, por terem grande articulação nos meios virtuais, a forma de atingir os millennial é por meio dos canais digitais, e não mais pela Tv ou rádio.

No entanto, os inquietos millennials não se contentam apenas com a propaganda. Eles querem interagir com o produto e os canais que os vincula. Da mesma forma que precisam de argumentos e que tudo seja explicado no ambiente corporativo, o mesmo pulso se estende na relação com as empresas dos produtos a serem consumidos. Cabe as empresas, articular seus esforços com a volatilidade e ansiedade desses consumidores. O diálogo, mais uma vez, é necessário. Afinal, quando o diálogo não é necessário?

 

 

 

Billboard as mais tocadas em 1980 – geração Y ou Millennials

Billboard as mais tocadas em 1980 – geração millennials – Os nascidos no início da década de 80 são considerados os representantes da geração Y ou mais conhecidos como Millenials. Quiçá a geração mais controversa até hoje, no entanto, essa geração pode crescer em um período com muita música boa!

Billboard as mais tocadas em 1980 – geração Y ou Millennials

 

 




About Equipe Café na Vila 201 Articles
Equipe de divulgação da cafeteria Café na Vila.

Be the first to comment

Deixe uma resposta